s óperas não refletem apenas os costumes de um determinado contexto histórico. São também um lugar de questionamento, transgressão e erupção de ideias e valores, povoado por personagens com personalidades cambiantes e paradoxais.

 

Maria Purificação da Silva (1900-1960), figura popularmente conhecida por Maria Cachucha, trabalhava no Matadouro Municipal de Torres Vedras, sendo a única mulher em Portugal que matava bois. O seu aspeto físico causava estranheza, frequentava tabernas e outros espaços exclusivamente masculinos, à época, bebendo e fumando como os seus colegas de profissão.

 

A AREPO – Associação de Ópera e Artes Contemporâneas, apresenta a ópera de câmara NÃO HÁ MACHADO QUE CORTE, com música de Luís Soldado, libreto de Rui Zink e encenação de Linda Valadas, inspirada nesta invulgar figura popular. O libreto tem como ponto de partida a entrevista realizada em 1942, pela revista EVA, a Maria da Purificação.

NÃO HÁ MACHADO QUE CORTE estreia dia 30 de setembro, no CAC – Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras, antigo Matadouro Municipal, onde Maria Cachucha trabalhava.

 

O espetáculo conta com mais quatro apresentações no CAC nos dias 1, 7, 8 e 9 de outubro. No dia 23 e 28 de outubro a ópera será apresentada na Ericeira, na Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva, e em Mafra no Auditório Municipal Beatriz Costa, respetivamente.

 

A totalidade das receitas de bilheteira, das récitas realizadas no CAC, foram revertidas para a APA – Associação para Protecção aos Animais de Torres Vedras.

 

COMPOSIÇÃO LUÍS SOLDADO LIBRETO RUI ZINK ENCENAÇÃO LINDA VALADAS DIREÇÃO MUSICAL RUI PINHEIRO CANTORES CÉLIA TEIXEIRA (SOPRANO), SUSANA TEIXEIRA (MEZZO SOPRANO), CHRIS LUJÁN (BARÍTONO) MÚSICOS ADRIANA ALMEIDA (FLAUTA), SOFIA AZEVEDO (VIOLONCELO), ROMEU SANTOS (CONTRABAIXO), SAMUEL PEDRO (CONTRABAIXO) CENOGRAFIA E FIGURINOS SÉRGIO LOUREIRO CINEMA DE ANIMAÇÃO E DESIGN GRÁFICO MARIA PINHEIRO DESENHO DE LUZ LUÍS FERREIRA OPERAÇÃO DE LUZ DANIEL LUÍS EDIÇÃO DE PARTITURAS JOÃO RICARDO ASSISTÊNCIA DE PRODUÇÃO ANA ANDRADE PRODUÇÃO AREPO – ÓPERA E ARTES CONTEMPORÂNEAS PROMOTOR CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES VEDRAS PARCEIROS INSTITUCIONAIS REPÚBLICA PORTUGUESA – MINISTÉRIO DA CULTURA e DIREÇÃO GERAL DAS ARTES, CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES VEDRAS APOIOS CENTRO DE ARTES E CRIATIVIDADE DE TORRES VEDRAS | CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA | TEATRO-CINE DE TORRES VEDRAS | CESEM | ANTENA 2

 

 

 

Topo Arrastar + Info